Fundada no ano 2000 por Victor Hugo Pontes – coreógrafo, encenador e director artístico –, a Nome Próprio produz peças de dança contemporânea e teatro. Entre elas, contam-se "Margem", "Nocturno", "Uníssono – Composição para cinco bailarinos", "Se Alguma Vez Precisares da Minha Vida, Vem e Toma-a", "Cair", "Orlando", "Coppia", "Fall", "Zoo", "A Ballet Story" (Espectáculo de Dança do Ano 2012, "Público" e "Expresso"), "A Strange Land", "Fuga Sem Fim", "Vice-versa", "Rendez-vous" e "Manual de Instruções". Ao longo dos anos, desenvolveu projectos com vários artistas e instituições, apresentados nacional e internacionalmente: Fundação Calouste Gulbenkian, Centro Cultural de Belém, Teatro Nacional de São João, Teatro Municipal do Porto, Centro Cultural Vila Flor, Maria Matos e São Luiz Teatro Municipal, Festival Panorama (Brasil), Festival de Dance de Cannes (França), Théâtre de Liége (Bélgica), entre outros. Novas criações estreiam em 2019.


Direcção artística Victor Hugo Pontes

Direcção de produção Joana Ventura

Direcção técnica Wilma Moutinho

Consultora artística Madalena Alfaia



Imagem gráfica Nuno Coelho

Comunicação Patrícia Barbosa



Contabilidade Sílvia Nunes (Glofiscal)

Apoio jurídico Manuela Leonardo

Image

José Caldeira